21.09.2015

COMUNICADO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA CP E DA CP CARGA

 

Como é do conhecimento geral o processo de reprivatização do capital social da CP Carga, SA, de acordo com a Resolução do Conselho de Ministros nº 52-B/2015, de 23 de Julho, culminou na selecção da Mediterranean Shipping Company Rail (Portugal)-Operadores Ferroviários, S.A. (MSC Rail), entidade que passará a presidir aos destinos da CP Carga, por efeito do designado Acordo de Venda Directa de Referência, que será assinado nesta data entre a CP-Comboios de Portugal, EPE e a MSC Rail.

Encerra-se assim um capítulo muito relevante da história da CP Carga, SA que, nascida de uma Unidade de Negócio da CP, EPE veio a evoluir para o estatuto de empresa do sector público empresarial, transitando agora para a esfera da gestão privada.

Neste importante momento da vida da empresa, que o Conselho de Administração da CP e o Conselho de Administração da CP Carga pretendem assinalar devidamente, dirigimo-nos a todos os Colaboradores e suas organizações representativas, expressando o nosso reconhecimento pelo trabalho desenvolvido ao longo destes anos, salientando em especial a dinâmica de convergência de interesses e paz social conjuntamente alcançadas, a trajectória ascendente de clara e progressiva melhoria de resultados, bem como o profissionalismo, dedicação e espírito de equipa. É este esforço que levará a empresa a atingir no final de 2015 um crescimento record da sua actividade, que situará em cerca de 10 milhões de toneladas transportadas, e a um resultado operacional já praticamente positivo, que deve ser comparado, convirá não esquecer, com o ponto de partida de há 5 anos atrás, quando o prejuízo operacional desta empresa era de cerca de 30 milhões de euros.

Cumpre-nos, também com especial apreço, dirigir um genuíno agradecimento aos nossos Clientes, pela postura exigente mas sempre dialogante e compreensiva que nos manifestaram, contribuindo para os nossos objectivos de melhoria contínua, de permanente crescimento e de melhoria de resultados num mercado altamente competitivo, no pleno respeito pelas regras da concorrência.

À data de hoje, com a assinatura do mencionado contrato de venda entre a CP, EPE e a MSC Rail firma-se um acordo de referência, que dará seguidamente lugar a um conjunto de acções relevantes, nomeadamente a aprovação da operação pela Autoridade da Concorrência e a concretização da oferta púbica de venda de um lote de acções representativas de 5% do capital social da empresa,  exclusivamente dirigida aos trabalhadores da CP Carga, nos termos da citada Resolução do Conselho de Ministros.

A história da empresa continuará, assim, por via da respectiva  actividade ao serviço dos Clientes e da economia nacional, certamente no mesmo espírito de  permanente criação de valor, mas  conduzida e liderada pela MSC Rail.

Transitoriamente e enquanto tal se tornar necessário, mantém-se em funções o actual Conselho de Administração, bem como a Direcção Executiva, em adequada articulação com a MSC Rail, por forma a evitar descontinuidades ou rupturas de qualquer natureza, propiciando a passagem do “bastão-piloto” nas melhores condições qualitativas.

É nas épocas de transição que se revelam as vontades capazes de atingir o êxito.

O Conselho de Administração da CP e o Conselho de Administração da CP Carga, tal como a Direcção Executiva, estão absolutamente convictos de que a MSC Rail continuará a contar com todos os que fazem o universo desta grande empresa, que, reciprocamente, poderá contar com o empenho, profissionalismo e dedicação que todos já demonstraram ao longo destes anos.

 

Lisboa, 21 de Setembro de 2015

 

O Conselho de Administração da CP

 

O Conselho de Administração da CP Carga

 

Voltar a notícias