14.12.2011

Comunicado do Conselho de Administração da CP Carga SA

Pré-aviso de greve do SMAQ (Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses)

1.Apesar da grave crise e das dificuldades que o País atravessa, a Direcção do SMAQ não quis deixar de se associar à época natalícia e pretende dar um “presente” a todos os clientes, trabalhadores e demais intervenientes na actividade ferroviária em Portugal: um pré-aviso de greve para o período de 23/Dez/2011
a 31/Jan/2012, muito bem embalado em demagogia, falsidades e má-fé !

2.Apesar de se antever um enorme aumento das dificuldades que os Portugueses terão pela frente em 2012
e de todas as incertezas quanto ao futuro, a Direcção do SMAQ entende ser este o contributo que deve dar
para ajudar os seus associados e todos os trabalhadores da CP Carga e do sector ferroviário a enfrentarem
os tempos difíceis que atravessamos.

3.Os argumentos apresentados pela Direcção do SMAQ para decretarem mais uma greve, no que à CP Carga diz respeito, são destituídos de qualquer fundamento, pois não existe actualmente nenhuma questão pendente
ou negociação em curso sobre qualquer matéria da carreira da condução.

4.Não havendo nada a negociar e para negociar, interrogamo-nos sobre quais serão os verdadeiros objectivos
de mais uma greve decretada pela Direcção do SMAQ, que só no corrente ano e em resultado do longo processo grevista da Primavera, já causou à Empresa uma perda de receita de 3,5 milhões €, o equivalente a praticamente dois meses de salários de todos os trabalhadores.

5.Sem gerar as receitas normais e sem poder recorrer a crédito bancário, qual é o futuro da CP Carga e de todos os seus trabalhadores?
A Direcção do SMAQ parece saber a resposta e, assim sendo, que explique aos seus associados como é que com mais esta greve e os efeitos devastadores que daí resultarão, está de facto a defender os seus interesses e os seus postos de trabalho.

6.Decorrendo actualmente um complexo e difícil processo de renegociação com os nossos clientes dos contratos de transporte para 2012, a Direcção do SMAQ, com esta atitude, está a colocar tudo isso em causa, fragilizando a credibilidade que a Empresa, fruto do empenho e profissionalismo dos seus trabalhadores, tem vindo ao longo dos anos a reforçar, num mercado fortemente concorrencial.

7.Dúvidas e incertezas ir-se-ão instalar nos nossos clientes quanto às condições que a CP Carga terá para dar cumprimento às obrigações assumidas perante os mesmos.

8.Não questionamos a legitimidade das greves, enquanto direito que assiste a todos os trabalhadores, consagrado na Constituição da República Portuguesa, mas esta greve, neste momento e destituída de qualquer fundamento, não servirá para “defender os interesses dos trabalhadores representados pelo SMAQ”, mas sim para pôr em perigo os seus postos de trabalho, a sua sobrevivência e dos restantes trabalhadores da CP Carga e suas famílias, atingindo mais de duas mil pessoas.

9.A Administração da CP Carga classifica a anunciada greve como imoral e irresponsável, e tudo fará para em face de intenções da natureza das agora manifestadas pela Direcção do SMAQ, impedir que as mesmas possam conduzir à destruição da Empresa, de todos os seus postos de trabalho, ao aumento do desemprego e das dificuldades dos trabalhadores e suas famílias.

10.Deste modo, declara a Administração da CP Carga que, dentro da legalidade, actuará com a maior firmeza perante toda e qualquer situação de irregularidade ou de incumprimento da regulamentação em vigor que eventualmente venha a ter lugar durante o período da greve, responsabilizando desde já a Direcção do SMAQ por todas as consequências para a Empresa e os trabalhadores que resultem da concretização desta greve.


Lisboa, 9 de Dezembro de 2011


O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA CP CARGA, SA

Voltar a notícias